Agende um tratamento

Preencha seus dados e retornaremos com a
confirmação do seu agendamento.

Por favor preencha o campo.
Por favor preencha o campo ou verifique o endereço digitado.
Por favor preencha o campo com apenas números.
Por favor preencha o campo.
Por favor preencha o campo.
Home » Blog » Por que fazer conexões com quem gostamos é tão importante em época de isolamento social

Por que fazer conexões com quem gostamos é tão importante em época de isolamento social

Em meio à pandemia do Coronavírus, isolados socialmente em nossas casas, estamos descobrindo um novo jeito de viver. Tem sido um grande aprendizado sobre a importância das conexões que fazemos na vida. Por mais contraditório que pareça, conexões e isolamento social andam lado a lado.

Mais do que nunca, é necessário estar forte e equilibrado física e emocionalmente para passar, da melhor forma possível, pelo turbilhão do momento. Conectar-se com o outro é tão fundamental para manter esse equilíbrio quanto os cuidados que devemos ter com o corpo e a mente.

O ser humano precisa do outro para viver bem. Podemos estar em casa, mas precisamos manter e nutrir as conexões. Isso também faz parte da nossa saúde.

Como seres sociais, estamos sempre em busca de pessoas, relações e trocas para satisfazer duas das maiores necessidades que temos como seres humanos: Amor e Aceitação!

 

Juntos, mesmo à distância

A palavra Conectar vem do latim Connectare e significa “atar um ao outro”. É uma palavra forte, ainda mais neste momento tão peculiar. Para que possamos nos conectar verdadeiramente com as pessoas, precisamos nos “atar” a elas e compartilhar nossas maiores alegrias e também nossas maiores fraquezas e dores. É aí que surge a confiança.

E mais do que nunca precisamos confiar um no outro. O tempo todo. A confiança é uma construção feita no dia a dia e tem muito a ver com as nossas conexões e isolamento social.

Mesmo isolados em nossas casas podemos construir essas relações de confiança que nos deixam mais fortes, tanto física quanto emocionalmente. É um segurando a mão do outro para que ninguém caia e, se cair, para ajudar a levantar.

 

Acolhimento e aceitação

Na CETAR, temo um ambiente onde as pessoas se sentem acolhidas e à vontade para expressar suas opiniões. É um lugar onde, naturalmente, elas se sentem “atadas”, conectadas e fortalecidas.

Isso acontece porque juntos e conectados nos sentimos mais seguros. E, neste cenário, surge o conceito de tribo.

Somos uma tribo formada por pessoas que quando se conectam se fortalecem ainda mais. E assim nasce uma relação de confiança, vínculo, compartilhamento de experiências e muito comprometimento.

Isso só é possível porque por trás de uma escola existem muitos seres humanos envolvidos, como  professores, monitores, parceiros, alunos e colaboradores. Todos estão conectados através de um propósito maior: contribuir para nos tornarmos seres humanos melhores fazendo deste mundo um lugar melhor!

Apesar de no momento não podermos estar perto fisicamente, precisamos manter esta conexão, cada um com sua experiência e conhecimento, todos se ajudando e ajudando o mundo.

Temos a mais absoluta certeza de que em breve estaremos juntos novamente para estreitar ainda mais os nossos laços e contribuir com um mundo mais harmônico!

Enquanto isso, mantemos nossas conexões virtuais, de forma  intensa e efetiva para que, juntos, possamos passar por este desafio.

Fique atento aos nossos conteúdos e esteja sempre atualizado. Assine a nossa newsletter!

Compartilhe!

Leia também: